SER AMIGO

Você costuma ouvir seus amigos com atenção?
Ou é daqueles que se aproxima deles quando precisa
de alguém para lhe ouvir as reclamações?
O depoimento a seguir pode ser útil para nossas reflexões.
É de alguém que não havia pensado nisso e resolveu contar sua história.
Era cerca de 11 horas da noite, e eu estava tranqüilo em casa,
quando recebi o telefonema de um amigo muito querido.
Seu telefonema me deixou feliz e,
a primeira coisa que ele me perguntou foi:
“como você está?”
E, sem saber porque, eu lhe respondi: “muito só…”
“Você quer conversar?”, perguntou.
“Eu respondi que sim”.
“Você quer que eu vá até a sua casa?”
Respondi que “sim” novamente…
Ele desligou o telefone e em menos de quinze minutos
lá estava ele tocando a campainha.
Eu comecei falando, por horas,
de meu trabalho, minha família,
minha namorada, meus problemas e dúvidas e ele,
atento, me escutava sempre.
Naquele dia eu estava muito cansado mentalmente e,
a sua companhia me fez muito bem.
Além do mais, do começo ao fim ele me escutou,
me apoiou e me aconselhou.
Assim, quando ele notou que eu estava melhor,
disse: “bom, agora preciso ir trabalhar…”
Surpreso, eu lhe disse:
“amigo, porque não me disse antes que teria que ir trabalhar?
Veja que horas são!
Você não conseguiu dormir nenhum pouco,
eu roubei seu tempo por toda a noite.”
Ele sorriu e me disse:
“não tem problema, para isso existem os amigos!”
Ao ouvir isso fiquei feliz em saber que podia
contar com um amigo assim.
Acompanhei-o até à porta e,
quando ele caminhava até o seu carro eu gritei:
“Hei!… Amigo!
Porque você me telefonou tão tarde?
O que você queria?”
Ele voltou e me disse com voz baixa:
“é que queria lhe dar uma notícia…”
E eu perguntei: “o que aconteceu?”
Ele falou:
“fui ao médico e ele me disse que meus dias estão contados,
tenho um tumor no cérebro. Não poderei operar.
É maligno. Assim, só posso esperar…”
Naquele momento fiquei mudo.
Ele sorriu e disse: “tenha um bom dia amigo!”
Entrou no carro e se foi…
Precisei de um bom tempo para assimilar a situação e,
até hoje me pergunto:
“por que quando ele me perguntou como eu estava,
eu me esqueci dele, e só falei de mim?”
“Como ele teve força para sorrir,
me escutar e dizer tudo o que disse?”
Desde aquele dia a minha vida mudou…
Deixei de dar tanto valor aos meus problemas e de me
preocupar somente comigo.
Agora, aproveito o meu tempo para estar mais perto das
pessoas que amo, perguntar como elas estão e me interessar
mais por elas, sem esperar nada em troca.
Tento sentir mais profundamente aqueles que estão a minha
volta e aqueles que passam por minha vida…
Pense nisso!

Sobre mensagemeduvale

Momento de Reflexão, de segunda à sexta às 8h15 da manhã. Todo dia, uma mensagem para você começar bem o seu dia! Eduvale Fm - 104,3 Mhz - www.eduvalefm.com.br
Esta entrada foi publicada em Sem categorias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s