Arquivos Mensais: Abril 2012

Um ato de amor

Aquele era um dia dos mais felizes na vida de André. Afinal, ele iria realizar seu grande sonho: mergulhar na piscina grande do clube. Seu pai havia lhe prometido que, quando ele completasse cinco anos de idade, poderia entrar na … Continuar a ler

| Publicar um comentário

O Bosque

Um médico, cujo “hobby” era plantar árvores no enorme quintal de sua casa. Às vezes, observava da minha janela o seu esforço para plantar árvores e mais árvores, todos os dias. O que mais chamava a atenção, entretanto, era o … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Um beija-flor

Era uma vez um beija-flor que vivia procurando uma flor… mas não qualquer flor, tinha que ser especial, notável. Visitou vários jardins, conheceu muitas flores, belas e formosas, mas seu pequeno coração almejava algo maior, não que as flores fossem … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Ouvindo Deus

Eram aproximadamente 10 horas quando um jovem começou a dirigir-se para casa. Sentado no seu carro, ele começou a pedir: – “Deus! Se ainda falas com as pessoas, fale comigo. Eu irei ouví-lo. Farei tudo para obedecer”. Enquanto dirigia pela … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Sabedoria na doação

Não é raro que, na ânsia de fazer o bem, nos disponhamos a dar coisas, distribuir alimentos. Não é raro também se ouvir frases de decepção, do tipo: As pessoas nunca estão satisfeitas. Se ofereço sopa, elas perguntam se não … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Fábula da convivência

Durante uma glaciação, muito remota, quando parte do globo terrestre se achava coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram, indefesos, por não se adaptarem as condições do clima hostil. Foi então que … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Os patins

Numa certa época, houve um menino apaixonado por patins. Era tudo o que ele queria na vida. Pediu, implorou, tanto fez que, um belo dia, eis que conseguiu! Ficou muito feliz com o par de patins, tão feliz que não … Continuar a ler

| Publicar um comentário